Estudo de caso de SEO: 600% Mais tráfego orgânico

Já imaginou 600% a mais de tráfego de pesquisa orgânica para o seu site? E ainda receber mais de 100 novas leads todos os meses?

Veja este estudo de caso real de um cliente Oblige – Agência de Marketing Digital.

O início de tudo

O status inicial do cliente era o seguinte:

  • O cliente contratou a Oblige (em 2017) para melhorar seu desempenho de SEO;
    Necessidade de otimizar o Design do site;
    Já tinha um site ativo e perfis nas mídias sociais;
    Não fez nenhum trabalho de SEO no passado.

Nossa estratégia de SEO

Estratégia dirigida por conteúdo

Nesta estratégia, nós criamos e promovemos conteúdo, além disso, otimizamos muitas páginas para as palavras-chave em prioridade. Esta abordagem é ideal para pequenas empresas ou empresas locais com orçamentos menores. Para este cliente, usamos essa estratégia.

Aqui estão algumas das táticas envolvidas:

  • Busca de palavras-chave;
  • Análise dos concorrentes;
  • Otimização de páginas-alvo para palavras-chave;
  • Auditoria de SEO para identificar todos os problemas técnicos e problemas de backlink fora do site;
  • Correção de todos os problemas encontrados;
  • Adquirimos backlinks relevantes até que o cliente classifique.

Pesquisa por palavras-chave

Lançamos as palavras-chave encontradas no Google Keyword Planner com a finalidade de verificar o volume de pesquisa. Através de pesquisas, identificamos as palavras com o maior volume e acabamos com uma lista aproximada de mais de 700 palavras, entre long tails e palavras principais.

Aqui está um exemplo de palavras, que já estamos ranqueando. Isso pode incluir palavras com volume gigante até uma grande quantidade de palavras com menos volume e resultado mais imediato:

*escondemos os URLs de Destino e o termo em si para não prejudicar nosso cliente.

Análise de concorrentes

Tomando conhecimento de quem são os concorrentes de nosso cliente, analisamos o seguinte:

  • PA & DA: comparamos PA e DA do cliente em relação aos sites de ranking;
  • Big Brand Dominance: procuramos grandes marcas como a Wikipedia ou o ranking Amazon na primeira página. Isso pode ser um sinal de que o nicho é competitivo;
  • Páginas That Signal Low Competition: procuramos páginas “fracas”, como as de sites Q&A, PDFs, diretórios de artigos, comunicados de imprensa ou mesmo web 2.0s. Esses tipos de páginas são fáceis de ultrapassar.

Depois desta etapa partimos para uma etapa que é mais abrangente, analisando cada concorrente um a um:

  • Total de domínios (backlinks): a quantidade de domínios únicos que se vinculam a uma página é um forte fator de classificação, portanto, está no topo da lista de prioridades para nós.
  • Qualidade do Link: examinamos a qualidade do link da página do competidor. Fazemos isso para obter uma imagem geral do que a qualidade do link é “aceita” para a palavra-chave.
  • Força do Conteúdo: classificamos a qualidade do conteúdo do concorrente em uma escala de 1-10. Esta classificação é baseada no comprimento, na complexidade, na exaustividade e na estrutura do conteúdo (desde uma perspectiva de legibilidade e design).

Otimização da Estrutura

Em nossa estratégia, vimos que seria mais eficaz criar uma estrutura de Silo no site do cliente e definir um conjunto de palavras-chave, com alto volume de pesquisas, então fizemos o seguinte:

  1. Fizemos um relatório dos melhores termos de pesquisa, com prioridades;
  2. Adicionamos as palavras-chave ao título e a descrição META;
  3. Adicionamos a palavra-chave com o maior volume de pesquisa à primeira marca H1 das páginas respectivas;
  4. Criamos uma estrutura de linkagem interna e construímos o site respeitando essa arquitetura;

Auditoria de SEO

O objetivo da auditoria foi identificar questões técnicas que prejudicam a experiência do usuário ou que poderiam diminuir a autoridade do site. Isto inclui:

  • Velocidade de carregamento do site;
  • Sites não é responsivo;
  • Elementos de distração;
  • Design feio, confuso ou ultrapassado;
  • Páginas 404;
  • Links quebrados;
  • Redirecionamento 302;
  • Conteúdo duplicado;
  • Links internos mal arquitedados;
  • Os Resultados

Confira os resultados no Google Analytics ao longo dos últimos 03 meses:

Neste primeiro quadro, podemos verificar que o cliente teve uma quantidade de conversões de 321 novos contatos. Isso significa que, houve uma demanda enorme pelos seus serviços.

Esse valor total ainda é potencializado quando consideramos que o Ticket Médio do nosso cliente é maior que R$5.000,00 por venda.

Em menos de um terço do tempo, aumentamos as conversões em quase 36% em relação ao tempo total mensurado. Aqui estão os dados do Google Analytics ao longo dos últimos 28 dias:

Mais Resultados

No início dos nossos trabalhos, há 12 meses as visitas no site ficavam em torno de 250 ao mês. Ao final de 12 meses de trabalho, atingimos 1.500 visitas. Um aumento de 600%.

Observe o ranking de palavras chaves e o aumento da autoridade de nosso cliente.

Importante ressaltar que o cliente não tinha palavras-chave posicionadas entre os primeiros lugares do Google.

Após os primeiros meses de trabalho, tínhamos 24 palavras-chave no Top 3, hoje já estamos com 38, um aumento de 58%.

No Top 10, tínhamos há 3 meses atrás, 219 palavras-chave, hoje temos 248, um aumento de 13%.

Conclusão

Foi um trabalho árduo e extenso, mas muito gratificante, especialmente por potencializar realmente a lucratividade do cliente com o aumento considerável, de até 600%, nas buscas orgânica e um aumento de leads que chega a mais de 100 conversões todos os meses.


Thiago Maghamez

Fundador da Oblige, agência de marketing digital. Empresas de pequeno e médio porte nos procuram para conseguir atrair novos clientes utilizando a internet.

Email: thiago@oblige.com.br

Thiago Maghamez

Fundador da Oblige, agência de marketing digital. Empresas de pequeno e médio porte nos procuram para conseguir atrair novos clientes utilizando a internet.

Email: thiago@oblige.com.br



Facebook Twitter LinkedIn Pinterest GooglePlus Tumbler
CATEGORIAS:


TAGS:


Contato